Soro paranaense será distribuído para o Brasil

Depois três anos sem convênios celebrados entre o Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos (CPPI), unidade da Secretaria de Saúde, e o Ministério da Saúde, soros antipeçonhentos produzidos pelo CPPI serão adquiridos pelo Ministério para o Programa Nacional de Imunização (PNI).

O secretário da Saúde, Gilberto Martin, lembrou que este convênio, publicado no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (31), representa “a entrega de grande quantidade de soro que irá atender a população brasileira”. O CPPI é um dos quatro laboratórios públicos brasileiros a produzir soros antipeçonhentos e o único a produzir o soro antiloxoscélico, contra o veneno de três espécies de aranha-marrom que ocorrem em diferentes regiões do país.
O valor do repasse à Secretaria de Saúde do Paraná será de mais de R$ 1 milhão e representa a compra de 6.000 ampolas de soro antibotrópico – contra o veneno de cobras jararacas – e 12.000 ampolas do soro antiloxoscélico – contra o veneno de aranhas-marrom. “Grande parte deste soro já foi produzido, estávamos apenas esperando a celebração deste convênio”, disse o diretor do CPPI, Rubens Gusso.

O soro adquirido pelo Ministério será encaminhado para a Central Nacional de Distribuição (CENADI), onde é armazenado e estocado em unidades estratégicas, uma vez que nem todas as cidades recebem os soros. Conforme a necessidade epidemiológica, o soro é encaminhado para as unidades de saúde e hospitais onde ocorrem os acidentes com aranha-marrom.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: